Dois dias em Porto Alegre


Uma viagem por lugares diferentes,
longe dos trópicos

  

          "No Extremo Sul, há um Brasil surpreendente, de lugares
temperados por tradições, com um modo de vida, sotaques e sabores que
têm o jeito e o gosto da diversidade.”  É com singularidades como estas
que Porto Alegre, Gramado e Bento Gonçalves, as três principais cidades
turísticas do Rio Grande do Sul, se apresentam ao mercado como um único
destino para uma viagem de oito dias por atrativos e opções de lazer
diferentes das conhecidas paisagens tropicais brasileiras e dos
destinos que combinam sol e mar como principal apelo.

           O produto gaúcho enfatiza o turismo cultural, rural e de
aventura no primeiro roteiro integrado do Estado que une os três
destinos gaúchos selecionados pelo Ministério do Turismo como indutores
de desenvolvimento no setor. Por isso, Caminhos Temperados têm
abrangência regional e leva o turista a outras seis cidades: Canela,
Nova Petrópolis, Cambará do Sul, Garibaldi e Caxias do Sul, na Serra, e
Viamão, às margens da Lagoa dos Patos e vizinha da metrópole gaúcha.

           Seis agências de turismo gaúchas respondem pela
comercialização do destino: Fellini Turismo, Rota Cultural (Porto
Alegre), Brocker e Terra Turismo (Gramado), Opzionne Turismo e Valle
Verde Turismo (Bento Gonçalves). O pacote de oito dias tem custo a
partir de R$ 2.390,00 por pessoa, com hospedagem em apartamento duplo
(duas noites em Porto Alegre, três em Gramado e outras duas em Bento
Gonçalves). O valor inclui transporte, serviço de guia e ingressos para
os atrativos escolhidos. O roteiro é oferecido para, no mínimo, duas
pessoas, sendo que para grupos os custos são reduzidos.

                                     Dois dias em Porto Alegre






A
partir do desembarque no Aeroporto Internacional Salgado Filho, o
pacote prevê a permanência de dois dias em Porto Alegre. Na capital dos
gaúchos, cidade colonizada por açorianos que incorporou traços da
cultura de imigrantes de todo o mundo, o turista terá opções para uma
programação diversificada. No city tour Linha Turismo, primeiro ônibus
turístico de dois andares do país, terá uma visão panorâmica de mais de
20 atrativos históricos, arquitetônicos, culturais e naturais da
cidade. No ambiente típico de um Centro de Tradições Gaúchas (CTG), o
viajante poderá se fartar com o churrasco, especialidade da cozinha
gaúcha acompanhada de apresentações do folclore regional. Em um passeio
à Zona Sul, conhecerá atrativos da área rural da metrópole.

         Integram as opções do roteiro na Capital o Museu de
Ciências e Tecnologia da PUC, um verdadeiro parque temático interativo
com mais de 800 modernos experimentos, e o recém inaugurado M
useu Iberê
Camargo, prédio que leva a assinatura do premiado arquiteto português
Álvaro Siza e trouxe um elemento incomum à paisagem urbana e cultural
da capital. Como uma grande “escultura branca”, de curvas sinuosas e
rampas que remetem ao Guggenheim Museum, de Nova York, o museu abriga o
acervo de mais de 7 mil obras do artista gaúcho Iberê Camargo e atua
como centro de pesquisa e irradiação da arte moderna e contemporânea.
Para encerrar o dia, o turista terá à disposição a movimentada noite
porto-alegrense, com seus ambientes glamourosos e descontraídos. Na
cidade vizinha, Viamão, o roteiro conduz ao Parque Estadual de Itapuã,
área de preservação da Mata Atlântica às margens da Lagoa dos Patos, o
“mar de dentro” dos gaúchos, de praias calmas e belas paisagens. 

                                       Três dias em Gramado
 






A
viagem à Serra começa por Gramado, a 115 quilômetros de Porto Alegre,
onde o viajante terá três dias para se encantar com a paisagem européia
do Sul do país. Imigrantes italianos e alemães construíram, entre
colinas e bosques, uma cidade que se tornou acima de tudo aconchegante
na arquitetura que privilegia o estilo bávaro, nas vias floridas como a
famosa Rua Coberta, e no comércio de artesanato, roupas de lã e couro,
objetos de decoração, vinhos, queijos e os famosos chocolates. O
roteiro levará o turista a conhecer atrativos consagrados como o Lago
Negro e suas árvores importadas da Floresta Negra, da Alemanha, e o
Mini Mundo, imaginária cidade que reproduz em miniaturas castelos,
ferrovias, moinhos, praças, igrejas, estaleiros, teleféricos, torres,
lagos e cascatas. Os jardins do Parque Knorr, no centro da cidade, é
repleto de atr
ativos como a Árvore dos Desejos, o Chalé dos Ursos e a
Fábrica de Brinquedos, além de oferecer a melhor vista do Vale do
Quilombo, a 850m de altitude. Em Gramado, o viajante ainda encontrará
as delícias doces, salgadas e bebidas quentes dos tradicionais cafés
coloniais e, na colônias do interior do município, agroturismo.

         A viagem segue por Canela, cidade com boa estrutura de
comércio e de serviços, famosa pela Cascata do Caracol, queda livre de
131 metros, e pelo Mundo a Vapor, que reconstitui o famoso acidente
ferroviário de 1985, quando uma locomotiva cruzou em alta velocidade a
estação de Montparnasse, em Paris, atravessou uma parede e ficou
pendurada a 12 metros de altura. Mas Canela não é só tranqüilidade e
muita emoção aguarda o viajante no Alpen Park, o único parque de trenós
do Brasil que oferece também momentos de muita aventura na prática do
arvorismo, em atividades outdoor, como tirolesa, ou num passeio de
quadriciclo.

 
         Emoção ainda maior espera o viajante a
110 quilômetros dali e a 980 metros acima do nível do mar, em Cambará
do Sul, no exuberante canyon Itaimbezinho, um dos maiores do Brasil.
Sua extensão chega a 5.800 metros, e a largura máxima, a 2.000 metros.
As paredes do canyon atingem 720 metros de altura, cobertas por
vegetação baixa e pinheiros nativos. A sensação é realmente
indescritível ficar à beira de formações rochosas de pelo menos 130
milhões de anos, no coração do  Parque Nacional Aparados da Serra.

                                       Dois dias em Bento Gonçalves                                         







De
Gramado o roteiro avança pela Serra Gaúcha e segue para a Capital
Brasileira da Uva e do Vinho. No caminho, faz uma parada na romântica
Nova Petrópolis, de jardins e ruas floridas, forte sotaque alemão e
famosa pelo Parque Aldeia do Imigrante, uma reserva de mata nativa onde
está um museu ao ar livre, com dez casas antigas construídas em meados
de 1800, primeiros tempos da colonização alemã na região. A etapa
seguinte é um almoço em Caxias do Sul: na Cantina Pão e Vinho, ou no
ambiente sofisticado do castelo de pedra do Chateau Lacave, onde são
produzidos os vinhos da marca, será servido o melhor da cozinha
italiana.

          A chegada a Bento Gonçalves será anunciada pela imensa
pipa que faz o pórtico da cidade. Nos dois dias de permanência, o
turista percorrerá o Caminhos de Pedra, que inclui visitas à cantina
Salvatti com degustação de vinho, à Casa da Erva-Mate, ingrediente
básico do chimarrão gaúcho oferecido pela família proprietária, e ao
Restaurante Nonna Ludia, que ocupa uma casa centenária, construída em
pedras, e oferece a saborosa sopa de capeleti. Na Casa da Ovelha o
visitante degustará os produtos derivados do leite de ovelha e na
Pousada Don Giovani encerrará o dia com um jantar aromatizado com
vinhos e espumantes.

          O dia seguinte será dedicado a novas experiências
enogastronômicas, desta vez no Vale dos Vinhedos, de onde sai mais de
50% da produção vinícola do país. Na Casa Valduga, o visitante
acompanhará de perto o processo de produção de vinhos finos e
espumantes e, no ambiente da cave de envelhecimento de espumantes,
assistirá a uma sabrage – técnica do início do século XVIII que
consiste em abrir a garrafa de champanhe com um único golpe de sabre.
Outra experiência inusitada estará reservada na Vinícola Vallontano:
depois de fazer uma degustação de vinho às cegas, o visitante terá seus
sentidos estimulados poderá se deliciar com espumantes e frutas da
época sentado em um confortável edredom debaixo de um parreiral. Mais
delícias estarão à espera do viajante na Estrada do Sabor, na vizinha
Garibaldi. Na osteria La Collombina, o visitante participará da
preparação das colombinas (um tipo de panetone) que serão assadas
enquanto é servido o almoço. No final da visita, o turista levará
consigo sua colombina. O passeio de 23 quilômetros com muita diversão e
belas paisagens da Maria Fumaça e uma visita com almoço no Parque
Temático Dal Pizzol são outras opções da região da uva e do vinho.

Comercialização:
Fellini Turismo
www.felliniturismo.com.br
(51) 3228.6388

Rota Cultural
www.rotacultural.com.br
(51) 3348.1649

Brocker Turismo
www.brockerturismo.com.br
(54) 3282.5400

Terra Turismo
www.agenciaterraturismo.com.br
(54) 3286.1256

Opzionne Turismo
www.opzionneturismo.com.br
(54) 3055.4033

Valle Verde Turismo
www.valleverde.com.br
(54) 3451.4775


Anúncios

Sobre nunaina

seguendo davanti sempre
Esse post foi publicado em Brasil e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s